Conexão Emocional – A chave para liderança

Começarei este post com uma reflexão, frente aos desafios da liderança que tenho escutado de alguns clientes:

Como engajar e estar mais próximo dos colaboradores no trabalho remoto/home office?

A resposta para esta pergunta não é fácil tampouco simples, pois diversas variáveis impactam o engajamento e o acompanhamento de liderados. Um dos pontos que temos trabalhado em projetos para contribuir com esse desafio é a conexão emocional da liderança.

A importância da conexão emocional expande-se para além do fortalecimento de um time e da relação líder-liderado para um movimento positivo de alcance de metas e resultados.

Afinal de contas, o que é conexão emocional?

Uma das definições que eu utilizo é “a habilidade de criar relações empáticas com as pessoas, evitando deixar preconceitos e afinidades influenciar na convivência.”

A conexão emocional está presente onde existem interações entre as pessoas, principalmente nos relacionamentos (pessoais e familiares), na relação com clientes (existem diversos estudos relevantes sobre o tema, especificamente este da HBR que indica que a conexão emocional muitas vezes é mais importante na relação com um cliente do que indicadores de satisfação e, o foco deste artigo, na liderança e nos times.

Muitas pessoas relacionam a conexão emocional com a inteligência emocional, e de fato existe um “link”; na minha percepção a conexão emocional é um movimento mais de dentro para fora (“externo”) enquanto a inteligência emocional é mais de fora para dentro (“interno”) quando focamos nas emoções.

Alguns dos benefícios que líderes e organizações podem colher da boa utilização da conexão emocional:

  • Criar envolvimento das pessoas e da liderança com seu time (principalmente os diretos);
  • Determinar a “força” de um relacionamento colhendo frutos positivos do clima de uma área e/ou organização;
  • Gerar engajamento e accountability, criando uma cultura de protagonistas.

E como a liderança pode se apropriar e fortalecer a conexão emocional, principalmente em momentos de turbulência como estamos vivendo em épocas de pandemia e isolamento social?

A seguir compartilharei 10 dicas de como líderes podem desenvolver e ampliar sua conexão emocional com as pessoas com as quais se relaciona, confira:

1ª Dar atenção total às pessoas, sem estar dividido em outras tarefas: exerça o estado de presença e se conecte com a pessoa que está falando, ela deve ser o foco total do seu momento. Esta é a “dica de ouro”!

2ª Emoções são contagiosas: as emoções reverberam e “tocam” as pessoas. Quando não tivemos um dia bom e chegamos em casa e nosso filho abre um sorriso quando nos vê ou nosso animal de estimação quer brincar conosco é comum nosso estado emocional ser “contagiado” positivamente. O oposto também é verdadeiro e pode ser “cascateado” para outras pessoas.

3ª Usar mais o seu lado “extrovertido”: não entrarei em perfis comportamentais ou de personalidade com base em assessments (como MBTI, DISC etc.). Aqui o ponto central é como as outras pessoas percebem como eu sou, mais do que realmente como eu sou de fato. Se uma pessoa é mais introvertida e não cumprimenta os colegas de trabalho pode ser vista como arrogante. Gradualmente expanda seu lado extrovertido para se conectar com mais pessoas!

4ª Focar nas pessoas: por mais que possa parecer clichê e uma buzzword, para criar uma genuína conexão emocional devemos focar nas pessoas. Existe o lado prático da vida, das entregas e atividades que estão atreladas às pessoas, mas antes de tudo somos seres humanos e perceber o momento de cada um (principalmente no contexto atual) pode fazer toda a diferença.

5ª Desenvolver a habilidade de conectar-se com outras pessoas: este pode ser um exercício interessante (e tempos de Covid-19 pode ser feito de forma online). Procure conversar, conhecer e interagir com pessoas de outras áreas e especialmente com aquelas que têm visões e perfis bem diferentes do seu. Conectar-se com pessoas diferentes das quais estamos habituados e que temos afinidades potencializa a conexão emocional.

6ª Escutar, escutar e escutar: apesar de parecer um chavão, ainda é um desafio que percebo nas interações humanas e não seria diferente em pessoas de uma mesma equipe e de líderes e liderados. Trabalhar a escuta ativa ao invés de uma “escuta fechada” proporciona trazer as pessoas mais perto e observar aspectos que poderíamos não ter pensado.

7ª Conectar todas as pessoas com sonhos: embora muitas pessoas enxerguem isso como ilusão, quando o líder consegue conectar as pessoas com um sonho que seja o sonho daquele time e/ou da organização (e o sonho pode ser o sonho possível para o momento) a conexão emocional entre as pessoas tende a aumentar e o trabalho pode fluir com mais foco e colaboração.

8ª Conectar os líderes com as pessoas: seja o C-Level, as pessoas que trabalham nas áreas de Recursos Humanos/Gestão de pessoas e até mesmo por “provocação cuidadosa” como incentivo do time, possibilitar a tomada de consciência da liderança que no final do dia o sucesso dele/dela está totalmente relacionado com o sucesso do time que é liderado por ele/ela.

9ª Conectar as pessoas com uma causa: este item também pode ser chamado de conectar ao propósito, mas de uma forma objetiva conectar as pessoas com uma causa (se assemelha com conectar todas as pessoas com sonhos) é a criação do significado que a liderança vai produzir para as pessoa; o porquê que fazemos o que fazemos. Isto está totalmente vinculado com a Cultura de cada empresa e, em especial, com o estilo de liderança e autoconhecimento de cada líder.

10ª Cuidar do bem-estar das pessoas: esta é uma ação que de partida já cria conexão emocional. O bem-estar pode e deve ser visto de uma forma ampla: físico, mental, emocional e espiritual das pessoas. Começar uma reunião convidando as pessoas compartilharem de forma breve como se sentem é um exemplo disso (podendo ser estendido para outras esferas tais como: alimentação, segurança psicológica etc.)

Quais destas dicas você já pratica e qual você quer usar mais no seus dia a dia? Meu convite é escolher uma delas e aplicar de forma consciente por pelo menos 1 semana e fazer uma (auto)reflexão (às vezes perguntado às outras pessoas) de como isto possivelmente impactou positivamente a sua conexão emocional com ela(as).

Para finalizar, cuido do seu bem-estar e das pessoas que você gosta.

 


 

Fabrício César Bastos
Eu ajudo líderes e colaboradores individuais a melhorarem sua performance profissional por meio de treinamentos nas áreas de liderança, gestão e estratégia.

fabricio@flowan.com.br

 

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

AUTOR

Fabrício César Bastos

Fabrício César Bastos

Eu ajudo líderes e colaboradores individuais a melhorarem sua performance profissional por meio de treinamentos nas áreas de liderança, gestão e estratégia
Veja também:
Liderança

5 princípios sobre liderança

Independente da área de atuação, do cargo e do momento de carreira que você vivencie...
Liderança

Cultura da Essência e Liderança Essencial

No que as organizações precisam focar nos seus negócios para que possam passar esse momento...
WeCreativez WhatsApp Support
Fale com nossa equipe de especialistas.
👋 Olá, como podemos te ajudar?
X